0

Veja algumas dicas de primeiros socorros que podem ajudá-lo a salvar seu filho em emergências

Os cuidados com os pequenos são necessários e quem é pai sabe que qualquer objeto ou até mesmo comida pode virar um vilão e causar asfixias. Até uma certa idade, a curiosidade pelas coisas ao redor e por tocá-las e colocá-las na boca também existe e é um perigo!

Em situações como essa, é preciso agir rápido e se o responsável pela criança tiver noções de primeiros socorres pode salvá-la ainda, evitando que algo ainda mais sério aconteça.

Se a criança se afoga:

Caso a criança se afogue, dê três palmadas em suas costas e depois no peito e empurrá-la para baixo. Se observar que a situação não melhorou, é importante chamar a emergência.

Se a criança estiver inconsciente:

Com o bebê deitado, veja se ele está respirando normalmente e chame a emergência o mais rápido possível. Faça respirações ‘boca a boca’ segurando o nariz do pequeno. Faça cerca de 30 compressões torácicas nele, empurrando o centro do peito com os dedos e tomando cuidado para machucar a criança. Depois, repita a respiração ‘boca a boca’.

Se o bebê estiver tendo um ataque ou convulsão:

Você pode usar uma manta ou cobertor sob a cabeça e corpo para protegê-lo de se machucar. Além disso, tirar a roupa da criança para ajudar a abaixar a temperatura pode ajudar. Quando a convulsão passar, coloque a criança com a cabeça um pouco inclinada para trás para ajudá-la a respirar melhor.

Em casos de queimadura:

Coloque água em temperatura ambiente na queimadura por cerca de 10 minutos. Depois, faça um curativo para evitar infecções. Em casos graves, procure um hospital o quanto antes.

Em todos esses e outros casos, a emergência é a mais indicada. Porém, os primeiros socorros podem fazer a diferença!

Agodoi1

Deixe uma resposta