Goleiro Bruno não tem nem mesmo certeza se é o pai de filho de Samúdio.

Um dos crimes que mais mexeu com o país foi a morte de Eliza Samúdio. Ela ficou conhecida sendo uma espécie de amante do Goleiro Bruno, que atuou durante anos no Flamengo, mas que teve sua vida mexida devido a tudo o que aconteceu. Ele foi acusado de matar Eliza com a ajuda de comparsas, como o amigo Macarrão. Até hoje Bruno amarga na cadeia o crime em que foi condenado, mas nega ter cometido. Ainda assim, a morte de Eliza Samúdio ainda guarda muitos mistérios. Um dos segredos a respeito de seu falecimento, por exemplo, pode mudar a vida de Bruno. O goleiro afirma que não sabe se ‘Bruninho’, filho da falecida, é também o seu herdeiro.

Goleiro não sabe se filho de Eliza Samúdio é legítimo e pode pedir DNA anos depois

Nesse ano, muita gente acreditava que Bruno fosse retomar sua vida.

No entanto, mesmo tendo até voltado a jogar futebol, muitas coisas aconteceram e impediram que o seu retorno ao futebol realmente fosse efetivado. A Justiça achou por melhor deixar Bruno longe dos campos. Ele teve que voltar à cadeia, mas a incerteza sobre o seu filho continua. Em uma entrevista recente à apresentadora Luciana Gimenez, o goleiro Bruno falou sobre a relação ao assunto com o filho.

Goleiro Bruno afirma que um dia toda a verdade irá aparecer e ele será inocentado

De acordo com Bruno, assim que Eliza morreu ele decidiu assumir a criança, mas nunca teria feito um exame de DNA que comprovasse sua real paternidade. O goleiro alega que o garoto não tinha culpa da mãe que tinha e da relação conturbada entre as partes. “Tenho que ver se ele é meu filho mesmo ou não, porque eu assumi, mas não fiz DNA.

(…)Assumi porque ele nunca teve nada a ver com a história e ele é uma criança para quem quero ter a oportunidade de um dia explicar toda a verdade“, afirmou ele sobre o tema.

Robinho foi condenado a nove anos de prisão por estupro

O UOL lembrou o caso do goleiro Bruno ao fazer um paralelo em relação a quantos atletas estão passando por essa situação em suas vidas. Nessa semana, por exemplo, o jogador Robinho, hoje atuando pelo Atlético Mineiro, foi condenado a nove anos de prisão pelo crime de estupro coletivo. A decisão foi dada pela Justiça de Milão, na Itália. Uma mulher conseguiu provar que Robinho e seus amigos a forçaram a realizar sexo enquanto ele era jogador do Milan. Ainda não se sabe o que acontecerá com o atleta que chegou a representar até mesmo a seleção brasileira e ter os seus gols narrados pelo inoxidável Galvão Bueno.

Terrível segredo de Eliza Samúdio aparece anos depois e muda tudo

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!