0

Pastor ordena que fiéis comam grama para ficarem mais próximos de Deus e choca todos – LEIA ISTO!

As igrejas neopentecostais têm costumes estranhos, tanto aqui no Brasil, como em qualquer outro lugar do mundo. Chegam até a serem motivo de piada e de chacotas para alguns por suas esquisitices sem fundamento.

Porém, mesmo com esse preconceito por suas práticas e suas doutrinas extravagantes, as igrejas com esses fundamentos têm propagado sua fé na África e por causa disso, acabou despertando a preocupação dos líderes evangélicos daquela região, por causa dos seus rituais e doutrinas inusitadas que andam difundindo aos seus fiéis seguidores.

O caso mais recente que aconteceu dessa peculiaridade, por exemplo, veio de uma
denominação ramificada feita pelo Pastor Daniel Leseego, que é o líder do Rabboni Centre Ministries, a tradução para português livre fica, Centro do Ministerio Rabboni.

O pastor Daniel Leseego pediu para que os fiéis se retirassem para o lado externo da igreja e comessem a grama ali presente, pois se alimentar dessa vegetação, “os levaria para mais do Senhor”. De acordo com as informações do jornal Daily Mail, os devotos ali presentes obedeceram tal líder.

Rosemary Phetha, 21 anos, estudante de direito, que participou do ocorrido,
afirmou:

“SIM, NÓS COMEMOS GRAMA E SOMOS ORGULHOSOS DISSO, PORQUE ISSO DEMONSTRA QUE, COM O PODER DE DEUS, PODEMOS FAZER QUALQUER COISA”. Em uma entrevista ao jornal local Times Live, ela declarou que sofria com um problema de garganta, e depois comer grama, as dores passaram.

Há pouco tempo ocorreu uma reunião com aproximadamente mil pessoas, onde o pastor ordenou que eles dormissem, seis dos frequentadores ali presentes, caíram profundamente em sono. De acordo com o R7, as demais pessoas davam tapas no rosto dos dorminhocos e estes não esboçavam nenhuma reação. O pastor Daniel Leseegoque, fundou em novembro de 2012, a Rabboni Centre Ministries, depois de “escutar a palavra de Deus”.

Alguns creem que Daniel se baseou nas escrituras que descrevem o paraíso, para fazer tal pedido.Esse pastor em questão vem sendo criticado e perseguido na África por seus excessos, pois sua liturgia além de incomum, inspira a crença de charlatanismo dentro de tal religião.

Agodoi1

Deixe uma resposta