0

Mãe se descuida por alguns minutos e quando percebe o que seu bebê fez é tarde demais

Crianças pequenas perto de locais com água é uma combinação perigosa. Já mostramos alguns casos de bebês que acabaram se afogando em baldes, e perdendo a vida. Infelizmente, esse é mais um caso. O pequeno Alan Gustavo Ferreira da Silva, de 1 ano e 4 meses, da Bahia, foi a mais nova vítima.

Ele morreu afogado em um balde nos fundos da sua casa na última sexta-feira, 16. O caso aconteceu, segundo a polícia, em um momento de descuido da mãe. A mulher estava lavando roupa, foi atender uma vizinha na porta e ficou alguns minutos conversando com ela. Quando voltou para o local, encontrou seu bebê dentro do balde com água, conta o delegado Leonardo Mendes.

Ele ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luís Eduardo Magalhães. Porém, ao chegar ao local, já não respirava mais. Tentaram reanimá-lo, mas nenhum procedimento funcionou. A avó paterna de Alan defende a mãe do menino e conta que o caso não se trata de negligência. Na verdade, segundo ela, poderia acontecer com qualquer pessoa:

“Foi questão de segundos, gente. Foi um acidente que aconteceu. Ninguém pode culpar ela por negligência não. Ela não teve culpa. Isso acontece. Por mais que a gente cuide de uma criança, ela cega a gente. As pessoas têm que entender, todo mundo tem que entender que ela não teve culpa”, diz Ivana Rita. O menino foi enterrado no sábado, 17. Segundo Luís Eduardo, a polícia ainda vai investigar se houve ou não negligência no caso.

Agodoi1

Deixe uma resposta