0

Mãe deu luz a uma sereia aos 6 meses após descobrir que estava crescendo uma cauda em seu bebê – CONFIRA

Na China, a jovem Wu de 23 anos estava grávida de 6 meses, quando descobriu no ultrassom que seu bebê tinha uma deformação hereditária chamada sirenomelia ou síndrome da sereia.

A sirenomelia é uma doença congênita muito rara que resulta de uma malformação nas pernas, que se mostram unidas por uma membrana, como uma cauda de peixe.

É uma doença rara, 1 em cada 100.000 nascidos vivos

Wu tomou a difícil decisão de terminar a gravidez. Os exames mostravam que o feto desenvolveu algo parecido com uma cauda, que ele não tinha pernas nem bexiga e fígado era muito pequeno.

Os médicos a consolaram, falando que era o melhor a fazer, já que o bebê poderia falecer poucas horas após o parto.

Um dos casos conhecidos de sirenomelia é da Shiloh Pepin, uma americana, apelidada de “a garota sereia”.

Ela faleceu em 2009 com 10 anos em decorrência de uma pneumonia. Ela fez mais de 150 operações durante sua curta vida.

Matthew Hand era pediatra da pequena Shilon. Ele explicou o caso.

“Ela não tinha muitos órgãos que seriam essenciais em seu desenvolvimento e em sua vida em geral…”

“Não tinha útero, nem intestino grosso, nem bexiga, muito menos tinha reto e não tinha, no início, maneira de excretar nenhum dejeto de seu corpo” apontou Hand.”

Agodoi1

Deixe uma resposta