0

Mãe compartilha foto da filha lutando pela vida como alerta para sintomas de doença devastadora

Quando essa mãe quase viu a vida de seu bebê se esvair por uma doença devastadora, mas comum, ela resolveu que era hora de fazer um alerta. Em janeiro, Katie Goulbourn percebeu que a filha Chloe, de apenas 11 semanas de vida, não estava bem. Por isso, gravou um vídeo para o marido, o bombeiro Tom Pierce, pedindo ajuda. Ele aconselhou-a a levar a pequena ao médico.

No local, o profissional imediatamente pediu uma ambulância, pois percebeu a gravidade da situação. Tom correu do seu trabalho ao hospital para encontrar a família. “A Chloe foi de ‘sem apetite e um pouco desconfortável’ para lutar pela vida dela em menos de três horas. Um momento extremamente difícil para a nossa família. Decidimos que, se esse post fizer um único pai checar os sintomas mais rapidamente, então algo bom terá acontecido!, conta Katie em uma postagem nas redes sociais.

A bebê foi diagnosticada com sepse, também conhecida como infecção generalizada. Ela pode causar uma série de alterações que danificam diversos sistemas de órgãos e ocasionar até em morte. Foram necessárias poucas horas no hospital para que o quadro da menina piorasse. Katie resolveu compartilhar seu relato no intuito de alertar outros pais para os sintomas da doença:

Na imagem ao lado do vídeo, a pequena aparece lutando pela própria vida em uma cama de hospital. Agora, depois de uma semana, ela está se recuperando. Mas a mãe queria falar sobre os sintomas da sepse, evitando que um caso como esse ocorra com outro pai.

Sintomas da sepse:

“Sons de grunhido enquanto respira (o som começou muito normal, como se ela estivesse tentando fazer cocô, e gradualmente aumentou até os sons que você escuta nesse vídeo)”, conta Katie na publicação. Ela ainda continua, mencionando que a dificuldade para respirar, temperaturas muito altas ou baixas, pele manchada, falta de apetite, dentre outros são exemplos de sintomas que acometem as pessoas com sepse. Ela incentiva os pais a confiarem em seus instintos e procurarem um médico sempre que perceberem que algo está errado. Fica o alerta!

Agodoi1

Deixe uma resposta