0

Grávida de 41 semanas se recusa a ir ao médico – quando finalmente vai ao hospital, ela descobre sua estranha gravidez

Uma gestante precisa de muitos cuidados médicos para que seu filho possa vir para o mundo bem e saudável. Mas essa mulher grávida de 41 semanas não queria ir às consultas de rotina. Quando finalmente foi ao hospital, ficou em choque completo com o que descobriu acerca de seu bebê.

Em março de 2017, uma mulher chegou em um hospital de Barnaul, na Sibéria ocidental. Ela estava grávida de 41 semana. Ela estava pronta para dar à luz, mas a futura mãe não tinha visitado qualquer médico até aquele momento acerca de sua gestação.

A mulher não confiava nos serviços de saúde, por isso não foi nas consultas de rotina de gravidez. Mas quando viu que seu bebê não estava querendo sair, ela foi forçada a pedir ajuda profissional. O que os médicos descobriram quando ela chegou no hospital deixaram toda a equipe sem palavras.

A criança não estava no útero da mãe, mas na cavidade abdominal. Ela estava tendo o que chamamos uma gravidez ectópica, em que o óvulo fertilizado fica em outra parte do corpo, como as trompas de falópio, em vez de no útero.

Um embrião ficar implantado na cavidade abdominal é muito raro. E uma criança sobreviver nesse tipo de gravidez é ainda mais incomum. Logo que descobriram, os médicos prepararam uma operação para remover o bebê. A cirurgia era arriscada para a criança e para a mãe. Existem apenas uma dúzia de casos em que ambos sobreviveram.

A remoção da placenta nesses casos carrega um grande risco para a mãe, que sofre uma grande hemorragia. A operação levou duas horas, muito mais tempo que uma cesariana normal. Quando os médicos foram capazes de chegar à menina, um milagre aconteceu. Ela estava respirando, era saudável e pesava mais de 4 quilos.

A mãe orgulhosa decidiu chamá-la Verónica, que significa mulher vitoriosa. A mulher duvidou da eficácia da medicina e por isso não foi nas consultas de rotina. Mas o desempenho dos médicos a fez perceber que o sistema de saúde funciona. Sem a ajuda deles, sua filha nunca teria vindo ao mundo…

Agodoi1

Deixe uma resposta