0

Ela ganhou um urso de pelúcia e depois de três dias estava morta por causa do que estava dentro dele.

Ana, de 6 anos de idade, morria de medo do escuro por não ter algo ao seu lado para abraçar, como um ursinho de pelúcia. Por conta disso ela sempre corria para o quarto dos seus pais durante a noite. Quando seus pais falavam que ela não podia dormir com eles ela chorava muito e eles acabavam cedendo.

Diego e Elisa, seus pais, sempre faziam de tudo pela menina, mas infelizmente suas condições financeiras eram muito ruins. Seu pai trabalhava duro em uma maquiladora para dar uma boa vida para menina, mas seu trabalho só conseguia comprar o básico e também os remédios que a menina precisava. Ela sempre ficava muito doente.

A família morava em um lugar bem ruim e a única coisa melhor em sua casa era o chão, que fora consertado com dinheiro que eles conseguiram arrecadar com pessoas de bom coração. Apesar disso o quintal da casa ainda tinha uma situação bem precária de sujeira.

Os pais ralavam o dia todo em seu emprego enquanto a menina estava na escola, mas apesar de tudo, quando ela sorria eles amoleciam seus corações facilmente querendo aproveitar o tempo ao lado dela. Ana estava muito ansiosa, porque seu aniversário estava se aproximando e embora ela não ganhasse nenhum presente, a mãe lhe preparava seu prato preferido, encilhadas de queijo verde. Mal sabia ela que nesse ano ela teria uma nova surpresa.

Para a surpresa da filha, no dia do seu aniversário Diego chegou em casa com um embrulho de presente e a menina ficou emocionada ao ver que era o urso de pelúcia que ela tanto sonhava. Naquele momento, a menina muito feliz prometeu ao pai que ao lado do urso Teddy ela não teria mais medo do escuro.

Ao ser questionado, o rapaz falou que havia comprado o urso de um homem que vendia roupas e brinquedos usados, mas mal sabiam eles o que lhes esperava. Algo terrível aconteceu mais tarde. Três dias depois os pais se desesperaram quando a menina começou a tossir muito e teve seu corpo tomado por uma alergia. Mais tarde a menina começou a cuspir sangue pela boca e caiu no chão ao falar que não conseguia mais respirar.

Em uma ambulância Elisa foi para o hospital com a menina, até que seu pai chegou e a viu em uma maca toda pálida e coberta por manchas. Os pais muito preocupados e sem saber o que fazer, receberam o diagnóstico de que a menina estava com Rickettsia, que é uma doença que foi espalhada em seu corpo através de carrapatos. A doença misturada com alergias afetou muito Ana.

Como poderiam ter carrapatos se eles não tinham animais por perto? Aí está o pior. Mais tarde a menina quase morrendo fez um pedido ao pai. Ela queria abraçar seu urso pela última vez e foi aí que descobriram de onde

estavam vindo os carrapatos. Após a morte da menina, um enfermeiro deu um grito e jogou o urso no chão e foi aí que os carrapatos começaram a sair e se espalhar por todo lado.

Seu pai ficou em choque. A culpa de Ana morrer era dele, que só estava tentando achar um lindo presente para sua filha. O que Elisa não sabia é que Diego tinha achado o urso em terras abandonadas e tinha lavado para dar a sua filha, sem nem ao menos se certificar de suas condições. Mais tarde sua mulher descobriu, mas não o culpou, porque sabia o quanto ele estava mal pela sua atitude.

Para que a filha descansasse em paz, Diego foi até seu túmulo e deixou um ursinho novinho para ela.

Agodoi1

Deixe uma resposta