Molly Pawlett, uma adolescente de 14 anos de Northamptonshire, na Inglaterra, quase morreu após o uso prolongado de um absorvente interno que resultou em uma infecção bacteriana, de acordo com informações do Daily Mail. Após notar a presença de erupções em toda sua pele, foi levada às pressas ao hospital.


Quando seus órgãos começaram a falhar, os médios suspeitaram se tratar de sepse, uma infecção generalizada e grave que ocorre quando sistema imunológico passa a atacar o próprio organismo. Molly ficou internada em terapia intensiva após ter sido formalmente diagnosticada com choque tóxico, uma condição rara comumente associada ao uso prolongado de absorvente interno.

Sua mãe, Sonia, de 39 anos, por outro lado, após a experiência que passou vendo a filha em tais condições, agora se dedica a repassar a informação para que as pessoas fiquem cientes sobre os riscos que acompanham o uso prolongado de absorventes internos.

“Por algum motivo, tive a sensação de que havia algo errado com a Molly”, disse ela. “Perguntei se estava usando um absorvente interno, e ela disse que sim. Ela o removeu na hora, mas estava com ele há mais de dez horas e já era tarde demais”.

Atualmente em recuperação em casa, Molly passa bem e agora está ciente do uso correto do item, que não deve ser feito por mais de oito horas seguidas.

Adolescente fica entre a vida e a morte após utilizar absorvente interno durante a noite

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!